Qual o risco que tenho em consórcio

O que acontece se você desistiu do seu consórcio

Quando as contas aumentam, muitos desistem do consórcio. Porém, quando desistimos, podemos pagar multas, e na maioria dos casos, ficamos até com o nome negativado. Por isso, você verá a seguir, o que ocorre quando você desiste do consórcio.

Em Caso De Desistência, O Que Acontece Com O Consórcio Que Adquiri

O que devemos saber, quando decidimos desistir do consórcio?

Ao nos depararmos com os imprevistos que a vida nos coloca, é comum pensarmos que não vamos dar conta. E com dívidas, isso não é diferente. Principalmente com  relação ao consórcio, quando a cota do mesmo já não está mais enquadrada em  nosso orçamento.

Mesmo que, no momento da assinatura  tomamos os devidos cuidados para ler o que está escrito, e também analisamos as taxas, porém quando chega a crise econômica, muitos gastos infelizmente precisamos cortar.

Veja algumas situações que podem acontecer em caso de desistência do consórcio.

1- Em até sete dias úteis, a administradora deve te devolver o valor integral do consórcio.

2- Após esse prazo, você junto ao consórcio, podem realizar algumas negociações, para incluir as parcelas em seu orçamento.

3- Outro meio muito comum também, é você vender seu consórcio para outras pessoas. Ou decidir entrar em um sorteio, para comprar um consórcio mais barato. Quando você compra um consórcio mais barato, o montante deve ser igual ao anterior.

Cuidados com o consórcio.

Embora o consórcio seja autorizado pelo Banco Central, e podemos com ele comprar produtos e serviços em grupos. Precisamos ficar atentos com taxas e eventuais problemas que possam ocorrer no meio do caminho.

Como exemplo, ser sorteado e não ganhar o prêmio. Em circunstâncias como estas, existem três formas de contato para reclamar, veja:

Banco Central;

Na própria administradora do consórcio;

Em órgãos de defesa do consumidor;

Se você pretende evitar transtornos futuros, você deve pesquisar antes sobre a idoneidade da empresa, nos sites do Banco Central e de órgãos que defendem o consumidor, como o Procon.

Caso haja muita dúvida, procure empresas que já atuam no mercado há muito tempo, e tenham boas referências, afinal estas empresas irão mexer com seus sonhos e seu dinheiro, devido a isso, você precisa ter todo cuidado quando for escolher uma empresa para consórcio.

Concluindo.

Ao buscar a desistência de um consórcio, devemos analisar o quanto já foi pago e se realmente existe a possibilidade de parcelamento. Para não perdermos o direito, o ideal nessa situação é pedir a renegociação da cota oferecida, assim não vamos perder o financiamento até o sorteio.

Se o orçamento estiver muito apertado, há ainda a questão da transferência, essa por ser mais difícil, é melhor ficar por último de todas as possíveis opções que temos atualmente.

Até porque, para que alguém possa comprar algum consórcio de nós, a pessoa tem que se identificar com o sonho a ser vendido e também concordar com as tarifas.

Devemos pensar muito bem, antes de realizar esse processo de transferir, já que estamos mexendo diretamente com nossos sonhos e projetos, mesmo na crise é possível fazer sacrifícios quando se deseja muito um bem.

Emprestimo para Autonomo

A maior agência de empréstimos em todo o Brasil: Empréstimo para Autônomo, Empréstimo para Negativado e Assalariado com nome sujo.

Informações de contato

Atendemos todo o Brasil.

  (11) 4112-0910
  contato@emprestimoparaautonomo.com.br

  Segunda - Sexta: 08:00 - 18:00

Receber novidades

Preencha os campos e receba novidades.